Você pode escrever … Escreva notas

“Com toda oração e súplica, orando em todo o tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos”. Efésios 6:18

“A oração é a caneta com a qual você escreve a história. Não se preocupe em sair nas manchetes; concentre-se nas notas. Se você se concentrar nas notas, Deus escreverá as manchetes”. -Daniel Nash-


Com Jesus em Oração: “A igreja local é a melhor maneira de definir o “nós” em nossas orações… O cristão em aliança com a igreja local nunca está sozinho. Enquanto a igreja perdura, o que será para toda a eternidade, o cristão será sempre parte de um “nós”. A igreja local pega a teoria do cristianismo e a faz tangível, no amor, nas obras e especialmente na oração.” J.onwuchekwa


-Dor no Sri Lanka. Cenas de horror foram vividas durante a celebração do Dia da Ressurreição em igrejas católicas e evangélicas, mas também em hotéis importantes do pequeno Sri Lanka. São mais de 200 mortos e 500 feridos como resultado de ataque terrorista. O país é majoritariamente budista (70% da população). Os hindus representam 12%, os muçulmanos 10% e os cristãos 7% (1,2 milhões de pessoas). Nós nos unimos em oração pelo povo do Sri Lanka. Oremos por forças para suas vidas e o abraço do Pai para aqueles que sofrem. A violência não destruirá a esperança.


– Por que orar pelos muçulmanos? Jesus disse: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim” (João 14:6). Nos últimos 15 anos, mais muçulmanos seguem Jesus do que nos 1.400 anos anteriores. Mas ainda existe 1,8 bilhão de muçulmanos que vivem sem um relacionamento com o Salvador. Você se unirá para orar com eles durante o Ramadã? De 5 a 6 de junho é a oportunidade de fazer parte da oração para clamar por uma revelação de Jesus às suas vidas.


– Tradução da Bíblia. A Wycliffe Américas compartilhou conosco que em 2018 começou a tradução do Antigo Testamento na língua Chatino. Este povo, em 2000, acolheu com júbilo o Novo Testamento. Oremos pelos esforços dos tradutores da Bíblia, oremos pelos povos que ainda não têm nem sequer porções da Palavra em sua língua materna. Peça que o Senhor continue transformando vidas à medida que a Palavra chega aos povos.


– O Êxodo que não termina: a Costa Rica é o principal destino dos nicaraguenses que fogem da repressão. Esses exilados enfrentam desemprego e marginalidade. A grande maioria deles têm estudos universitários, mas não tem permissão para trabalhar. A ONU diz que já são 55 mil os que solicitaram refúgio. Ore por eles, a maioria jovens, sem dinheiro, sem documentos, sem direção, e algo a mais em comum com corações que abrigam sentimentos desencontrados. Que permitam que Deus seja parte de suas histórias.


– Perseguição. Recentemente, três cristãos foram presos no Laos por “compartilhar religião”. Autoridades tomaram conta do caso, mas a Voz dos Mártires nos disse que a melhor coisa que podemos fazer é orar, não só para que o caso seja resolvido e eles sejma libertados, mas pelos cristãos locais com os quais eles compartilharam, encontraram na rua e conversaram. Haverá alguma repercussão contra eles? Oremos esperando que não. Oremos para que Jesus os cubra, os encoraje e os fortaleça em tudo.


Etnias para Orar:

Povos Árabes e Curdos na Itália

Os povos Árabes e Curdos na Itália chegaram nos últimos 10 anos devido à crise política e econômica que resultou da Primavera Árabe. Sudaneses, iraquianos, sírios e curdos ainda estão chegando em uma tentativa de encontrar um lugar seguro para viver e começar uma nova vida. Ore para que, enquanto buscam os meios para viver, encontrem o que é necessário para ter segurança e vida eterna, para que se encontrem com Jesus.


Povo Baloch na Itália

O povo Baloch está lutando para conseguir a independência do Paquistão. Ore pela semente que está sendo semeada entre eles. Ore para que eles vivam uma vida obediente, enfrentando a perseguição e a rejeição. Ore para que se inicie um movimento de fazer discípulos entre os Baloch na Itália.

The following two tabs change content below.

Mary Fernández

Latest posts by Mary Fernández (see all)

Leave a Reply