Um chamado para sustentar

provision

Por Eguinaldo Hélio de Souza

A história da viúva de Sarepta também é, em parte, nossa própria história. Ela não foi chamada para pregar, para curar ou para profetizar. Ela foi chamada para sustentar. Sustentar o ministério de Deus através do profeta, sustentar Sua obra, Sua causa. Isso também é um chamado divino.

O que ela fez por Elias não foi fruto do acaso; foi fruto da determinação divina: “Dispõe-te, e vai a Sarepta, que pertence a Sidon, e demora-te ali, onde ordenei a uma mulher viúva ali que te dê comida” (1 Rs 17.9). Embora ela mesma ignorasse, não estava sendo movida por obrigação, nem mesmo por compaixão. O que ela fez foi motivado pelo decreto de Deus.

O propósito de Deus não incluía apenas o profeta, mas incluía o sustentador do profeta. O Deus que levantou Elias também levantou a viúva. O Deus que ordenou a ele que profetizasse e proclamasse sua palavra, ordenou a essa viúva que fosse a provedora da obra dele. Os propósitos de Deus não incluem apenas a obra de Deus, mas incluem também você, chamado para ser o sustentador dessa obra. Deus é o Deus que cuida de tudo. Cada um tem sua função, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos (1 Co 12.6).

Entretanto, essa determinação divina traz também a capacitação divina. Se aquela viúva haveria de suprir Elias, ela somente o faria porque Deus a supriria também. O Deus que ordena é o Deus que capacita. Suprimos porque somos supridos por Ele, ajudamos porque somos ajudados, agimos porque Ele opera em nós. Nossa capacidade vem de Deus (2 Co 3.5), inclusive a capacidade de ajudar financeiramente.

As ordenanças divinas também trazem consigo a bênção. Seus mandamentos são um privilégio, pois bem-aventurado é aquele que obedece. A obediência produz a bênção. “Na verdade vos digo que muitas viúvas havia em Israel no tempo de Elias, (…) [contudo], a nenhuma delas foi Elias enviado, senão a uma viúva de Sarepta, de Sidom” (Lc 4.25, 26). Há muitas pessoas nesse mundo que talvez tenham mais do que você. Entretanto, foi você o escolhido para ser sustentador de Sua obra. Aproveite esse privilégio. Obedeça e contemple a bênção do Senhor sobre a sua vida.

Eguinaldo Hélio de Souza. Pastor no Vale da Bênção, professor de Teologia, licenciatura em História, jornalista, apologista, palestrante em diversas áreas. Professor de História de Missões e História da Igreja na Escola Ministerial Antioquia, no Instituto Nissi. Professor e coordenador do Instituto Karis de Missões.

Fonte: Povos e Línguas

The following two tabs change content below.

Comments are closed.