O encontro virtual “Campos Estratégicos” enfatiza a unidade em missões

mapa

 

54 participantes de diferentes organizações, igrejas e ministérios foram convidados pela Plataforma de Missões e pelo Grupo de Trabalho Missionário da Aliança Evangélica Espanhola, com o objetivo de promover o diálogo, a colaboração e a unidade em Cristo entre ministérios e igrejas na Espanha, com foco em dois temas diferentes: A Igreja Perseguida,  e o Ministério Entre Muçulmanos na Espanha e a partir dela.

O encontro virtual ocorreu na sexta-feira, 2 de julho, sob o nome de “Campos Estratégicos – um encontro pioneiro de missões com estas características”.

“Precisamos de mais pessoas que quebrem o vidro de alabastro. A base deste encontro é a unidade, porque a unidade é construída e está diretamente relacionada com a capacidade de nos tornarmos servos e servas genuínos que apontem para Cristo”, disse a Pastora Rosa Barrachina, presidente do Grupo de Trabalho de Missões da AEE.

Este primeiro encontro foi realizado com um espírito de simplicidade e na busca de compartilhar experiências e desafios ministeriais com a intenção de unir pessoas e organizações que compartilham a mesma vocação e desejam fortalecer seus vínculos.

Fidelidade e serviço

Carlos Madrigal, pastor na Turquia, com uma longa trajetória e experiência de serviço em contextos ministeriais sensíveis, compartilhou uma reflexão bíblica inspiradora e desafiadora, convidando a buscar primeiro a glória de Deus, “focalizando nossa vocação no ministério a partir do exemplo de serviço e encarnação de Jesus”. Ele também desafiou a reavaliar estratégias e motivações, procurando “ser fiel a Cristo, sem negociar os valores do Reino de Deus”.

A Pastora Amparo Benítez, facilitadora da mesa Igreja Perseguida disse: “Tem sido um tempo muito inspirador poder ouvir as vozes daqueles que trabalham na linha de frente em lugares onde as liberdades da Igreja estão restringidas, e conhecer um pouco do trabalho que desenvolvem e os desafios que enfrentam para continuar a Grande Comissão e dar testemunho de Cristo no meio do sofrimento”.

Ted Blake, diretor na Espanha de Portas Abertas, e integrante da mesma mesa, reafirmou a bênção de ter sido parte deste encontro e de ter ouvido testemunhos preciosos de pessoas que estão servindo em contextos de perseguição e caminhando lado a lado com irmãos e irmãs que vivem em situações de constante pressão.

Laura Ellen, facilitadora da mesa Ministério Entre os Povos Muçulmanos, mencionou que “é uma grande alegria ver algo natural e genuíno nascendo através desta rede de emoções e vocações compartilhadas e em conexão”.

Zazá Lima, como parte da equipe de facilitadores deste encontro, agradeceu a todos os que puderam participar e expressou seu desejo de que as relações de unidade possam continuar a ser fortalecidas, buscando caminhos e construindo pontes para servir juntos, seguindo os passos de Jesus e animando-se uns aos outros na tarefa.

Fonte: Protestante Digital

 

The following two tabs change content below.

Martha Claros

Diretora da Área de Comunicação da COMIBAM

Comments are closed.