Judah 1, a primeira companhia aérea cristã do mundo

 

Depois de 20 anos de voos privados, agora fornecerá transporte para missionários e apoio a esforços de missões cristãs em todo o mundo, com grandes aeronaves e voos fretados.

O Aeroporto Regional do Norte do Texas – Perrin Field (NTRA) em breve será o berço da primeira e única companhia aérea cristã.

Os representantes da organização sem fins lucrativos Judah 1 anunciaram que iniciarão esta nova companhia aérea para fornecer transporte para missionários e apoio a esforços de missões em todo o mundo, tendo o NTRA como sua base de operações.

O fundador do Judah 1, Everett Aaron, disse que vai oferecer passagens para grupos e indivíduos com destino a áreas remotas para realizar trabalho missionário, usando grandes aviões de passageiros capazes de transportar grandes grupos e cargas.

“Esta não é uma companhia aérea típica, com rotas programadas para levar pessoas de Dallas a Las Vegas”, disse Aaron, “e sim para missionários e para ajudar o mundo a se tornar um lugar melhor”. De fato, seu lema é “Dê asas à sua fé”.

Estimativas atuais indicam que pelo menos 400 mil norte-americanos viajam para realizar trabalhos missionários. Entre as possíveis organizações com as quais trabalhará em parceria estão a Baptist Medical e a Dental Mission International, que enviam aos campos de missões 4.000 missionários por ano, e a Kids Against Hunger (Crianças contra a Fome), que fornece mais de oito toneladas de alimentos por semana.

Grandes aviões e voos fretados

As operações serão realizadas principalmente com as aeronaves McDonnell Douglas MD83 e Boeing 767, que poderão transportar passageiros e cargas juntos.

Os documentos fornecidos pela companhia aérea indicam que eles planejam transportar grupos de até 140 pessoas para seus destinos, sem a necessidade de voos de conexão.

Como vantagem em relação a outras opções, o transporte de suprimentos junto com os passageiros permitirá a segurança e ajudará a garantir que a carga chegue ao seu destino, enquanto reduz os custos de transporte. Aaron estima que até 50% dos suprimentos destinados à ajuda ou ao trabalho missionário não chegam ao seu destino. Os problemas comuns incluem itens perdidos em trânsito, deterioração de itens presos na alfândega e roubo.

Além de voos com aviões maiores para viagens transcontinentais, Aaron disse que também gostaria de acrescentar um serviço de fretamento em larga escala aos serviços da organização.

20 anos de vida

Aaron, que também é pastor, explicou que a ideia de Judah 1 surgiu em 1994 após um tempo de oração no qual ele sentia um grande desejo de ajudar os missionários.

No início de suas operações, Judah 1 trabalhou como operadora privada. Isso a obrigava, de acordo com as regras da Administração Federal de Aviação, a não vender ingressos para um grande número de pessoas e a só prestar serviços a um máximo de cinco outras organizações por ano.

Viu, então, que a melhor possibilidade era que Judah 1 fosse uma companhia aérea. Isso vai permitir que ela forneça serviços para mais organizações e também possa vender pasagens individuais para viagens ao redor do mundo.

A organização foi formada em Tulsa e fez uma primeira tentativa de começar como companhia aérea no aeroporto Fort Worth Alliance, mas teve problemas com o transporte de passageiros, já que a Allliance é dedicada apenas à carga. Por isso, o projeto foi apresentado ao Perrin Field (NTRA), que tem a vantagem de ser um aeroporto para passageiros e contar com longas pistas para aeronaves maiores.

Atualmente, Judah 1 opera no Lake Texoma Jet Center, mas planeja construir seus próprios escritórios. Aaron comentou brevemente sobre os planos para construir instalações com um hangar de 60.000 metros quadrados e um espaço de escritório adicional de 25.000 metros quadrados.

Fonte: Evangélico Digital

 

The following two tabs change content below.

Martha Claros

Diretora da Área de Comunicação - COMIBAM Internacional

Comments are closed.