Evangelismo do sofrimento

-llorando-

Por Steve Burchett

Se você tivesse tuberculose, o que faria?

Doug Nichols é o fundador e o Diretor Internacional Emérito dos Ministérios Internacionais de Ação. Enquanto servia como missionário na Índia em 1967, ele contraiu tuberculose. Foi tratado em um sanatório na Índia e enquanto esteve lá tentou passar cópias do Evangelho de João para os outros pacientes. Foi rejeitado por todos.

Nichols teve uma série de noites em que despertava tossindo nas primeiras horas da manhã. Numa noite ele viu um homem idoso e doente tentando sair da cama, mas não conseguia. Indefeso, o homem chorou e se aliviou na cama, o que irritou os outros pacientes por causa do cheiro. A enfermeira que teve que limpar o desastre até bateu nele.

Nichols acordou na noite seguinte, ainda terrivelmente doente. De novo, viu o idoso que tentava sair de sua cama para o banheiro, que era apenas um buraco no chão. E novamente, o homem falhou e caiu de volta em sua cama soluçando. Nichols teve que agir. Levantou-se, foi até o homem que estava tremendo de medo (talvez esperando por outra surra), pegou-o, levou-o ao banheiro e o trouxe de volta. Enquanto Nichols o deitava cuidadosamente em sua cama, o velho o beijou na bochecha.

Nichols conseguiu adormecer, mas outro paciente o acordou às 4 da manhã e lhe deu uma xícara de chá quente e pediu uma cópia do Evangelho de João. Ao longo do dia, outros pacientes pediram o folheto. Deus usou o sofrimento de Doug Nichols e seu comportamento amoroso para levar o evangelho às pessoas perdidas em um hospital na Índia.

Talvez você já tenha ouvido falar em “evangelismo de serviço” ou “evangelismo relacional”, mas já ouviu falar no “evangelismo do sofrimento”? Paulo escreveu aos Coríntios: “Se estamos atribulados, é para o vosso conforto e salvação” (2 Coríntios 1:6).

Na segunda viagem missionária de Paulo, ele e Silas foram espancados e presos em Filipos. Em vez de reclamar, eles oraram e cantaram hinos ao Senhor (Atos 16:25). Deus enviou um terremoto, abrindo as portas da prisão. O carcereiro se surpreendeu e ia suicidar-se, escolhendo o suicídio em lugar da humilhação e execução pública que enfrentaria por permitir que os prisioneiros escapassem. Paulo sabia o que o carcereiro estava prestes a fazer, então “bradou em alta voz: Não te faças nenhum mal, que todos aqui estamos!” (v. 28). Em questão de segundos, o carcereiro estava fazendo a pergunta mais importante de sua vida: “Senhores, o que devo fazer para que seja salvo?” (v. 30). Os missionários então pregaram o evangelho ao carcereiro e sua família, e todos foram salvos. O propósito de Deus para o sofrimento de Paulo e Silas incluiu a conversão do carcereiro e de sua família.

Em uma prisão chinesa

O ministério Voz dos Mártires (www.persecution.com) compartilhou que o Pastor Zhang Rhongilang foi libertado de uma prisão chinesa em agosto de 2011, depois de passar mais de sete anos encarcerado. Muitos cristãos em todo o mundo estavam orando e trabalhando por sua libertação, reconhecendo isso como uma perseguição flagrante por parte do governo comunista. Enquanto estava na prisão (onde os cristãos não podem ser visitados), proclamou o Evangelho aos prisioneiros, guardas e outros funcionários. Após sua liberação, Rhongilang declarou: “Estou feliz que você e outros tenham tratado de organizar minha libertação, mas de alguma forma estou feliz por ela ter falhado. Quase cometeram um grande erro. Se tivessem tido sucesso, hoje não haveria igreja naquela prisão”.

Uma síndrome rara

Minha terceira filha nasceu com uma síndrome rara. Por mais doloroso que seja experimentar as provações que os pais passam por causa dessa síndrome, Deus já a usou para levar o evangelho para os perdidos. Há apenas algumas semanas, éramos os convidados do jantar de uma família não crente que tem um filho na mesma condição. Minha esposa e eu nunca os teríamos conhecido se Deus não tivesse removido o material genético de um dos cromossomos da minha filha. Esta síndrome trouxe um nível de sofrimento, mas Deus o está usando para nos apresentar a pessoas que ouvirão o evangelho e poderão conhecer a Cristo.

“Por esta razão, tudo suporto por causa dos eleitos, para que também eles obtenham a salvação que está em Cristo Jesus, com eterna glória”. 2 Timóteo 2:10

Steve Burchett oferece seminários, é escritor e assistente editorial da Christian Communicators Worldwide.

Fonte: Bulletin Inserts

The following two tabs change content below.

Martha Claros

Diretora da Área de Comunicação da COMIBAM

Latest posts by Martha Claros (see all)

Comments are closed.