Duas Gerações Trabalhando em Tradução Bíblica

traduccion_filipinas

Por Edilson e Maslova Renzetti

É gratificante ter a oportunidade de conhecer novos trabalhos de tradução que estão sendo feitos ao redor do mundo. Hoje os projetos dedicados a levar a Palavra de Deus para aqueles que não a tem é de uma variedade muito grande e só quem tem o privilégio de trabalhar nessa área pode testemunhar o quanto Deus tem feito e as muitas formas possíveis de apresentação: tradução escrita, tradução oral, OneStory, Storying, Story Tellers e tantos outros métodos, utilizados com o objetivo de fazer o Evangelho conhecido entre as nações.

Tive o privilégio de participar de um treinamento e do início dos trabalhos da Tradução Oral da Bíblia entre o grupo Iwak, nas Filipinas, no último mês de fevereiro. Um grupo foi selecionado entre o povo Iwak para essa tarefa importante de levar a Palavra de Deus na forma oral para seu povo. Eram jovens, dispostos e determinados a levar o trabalho adiante, mesmo com toda dificuldade de aprender a usar os equipamentos. Em alguns casos, era a primeira vez que os estavam manuseando. Como são jovens, entre os seus 23 e 30 anos, puderam superar essas e outras barreiras com muita facilidade e, em pouco tempo, adquirir destreza.

O que mais me impressionou, contudo, durante o tempo em que passei participando desse trabalho foi ver outra tradução, que estava sendo feita para a língua Isinai, também de Filipinas. É muito bom ver jovens abertos a novas tecnologias, prontos para aprender, hábeis com a mãos para digitar ou para usar os microfones sem fio, internet e outras modernidades que atraem essa nova geração. O maior impacto, entretanto, foi ver um outro grupo de tradutores, já não tão jovens, que estão trabalhando com a língua Isinai, um grupo de homens e mulheres bem mais maduros, onde o mais jovem deles tem 50 anos de idade e a mais idoso com os seus já 80 anos, indo para 81 ainda nesse ano.

Duas gerações que se encontraram e estavam trabalhando com o mesmo objetivo: levar a Palavra de Deus para seus respectivos povos. Os jovens para os Iwak e os veteranos para os Isinai. Quando se encontraram, já no final dos trabalhos, parecia que não havia essa tão grande diferença de idade. O mesmo entusiasmo, alegria, determinação, destreza das mãos jovens e das enrugadas pela idade, usando os mesmos equipamentos com habilidade, sem se deixar afetar pela competição dos anos, que poderia deixá-las mais lentas. Não fazia a menor diferença, não tinha a menor importância. Sentiam-se com a mesma responsabilidade de trabalhar com excelência e de dar o melhor de si para completarem a tarefa que lhes foi dada, traduzir oralmente a Bíblia para seus povos.

Duas gerações que certamente não estão separadas, apesar da idade, e sim estão unidades para juntas louvarem a Deus com suas vidas e trabalho, para que, no final, possam ouvir do Senhor: “Servo bom e fiel, foste fiel no pouco; no muito te colocarei”. Duas gerações distantes pelo tempo e idade, chamadas no presente para o único e mesmo propósito.

Edilson e Maslova Renzetti, são missionários trabalhando na Ásia.

The following two tabs change content below.

Martha Claros

Diretora da Área de Comunicação - COMIBAM Internacional

Latest posts by Martha Claros (see all)

Comments are closed.