Cinco maneiras de orar por Sri Lanka

Por Ajith Fernando

Juventude para Cristo, Sri Lanka

Enquanto a maioria dos cristãos no Sri Lanka estava na igreja celebrando o Cristo ressuscitado no domingo de Páscoa, bombas explodiram em quatro de nossas cidades (Kochchikade, Negombo, Batticaloa e Colombo), dirigidas a igrejas e hotéis. Os números mais recentes parecem deixar-nos pelo menos 290 mortos e 500 feridos dos oito bombardeios. Algumas prisões foram feitas.

Há indícios de quem seja o responsável pelos ataques, mas não quero especular muito sobre isso e implicar desnecessariamente aqueles que não estão envolvidos neste crime. É melhor estar seguro e permanecer em silêncio do que dar um falso testemunho, que é um pecado grave. Oremos a Deus para que oriente os funcionários de segurança, a quem Ele deu autoridade para serem agentes de Sua ira e para castigar o que pratica o mal (Romanos 13:3-4). Quanto aos cristãos, faremos o que pudermos para sermos agentes da paz em nossa terra estilhaçada (Romanos 12:14-21).

Perto de casa

A igreja de Sion em Batticaloa, onde pelo menos 28 pessoas foram mortas (incluindo muitas crianças), é uma igreja vibrante na qual eu preguei várias vezes. O pastor estava fora do país no momento da explosão da bomba. A irmã de nosso líder da Juventude para Cristo no leste do Sri Lanka, Thamendran, estava adorando lá e agora está lutando por sua vida no hospital, com graves ferimentos na cabeça.

Um jovem do nosso Ministério de Esportes perdeu uma de suas pernas na explosão de Colombo. Um casal vizinho nosso e sua filha morreram, e seu jovem filho está no hospital. Pelo que sabemos, há um ex membro da Juventude para Cristo que morreu em Colombo.

Cinco maneiras de orar

Embora possa parecer absurdo gastar tempo orando quando há uma crise ao nosso redor, essa é a coisa mais poderosa que o povo de Deus pode fazer em uma crise nacional (2 Reis 19). Precisamos mobilizar a oração individual e corporativa entre os cristãos.

1. Por amor santo

Por favor, ore para que a igreja aja com maturidade, refletindo o amor santo de Deus: por um lado, insistindo para que as autoridades realizem uma investigação completa e punam os malfeitores; e por outro lado, pessoal e corporativamente mostrando amor a todos, incluindo nossos inimigos. Não podemos deixar que o ódio enfraqueça nosso testemunho. Deus julgará os iníquos e o fará de forma constante através de instituições governamentais. Nossa crença na doutrina do juízo nos tira a amargura sobre uma pecaminosidade bruta como esta. De nossa parte, fazemos o que podemos fazer, e isso significa amar nossos inimigos

2. Pela fidelidade

Ore para que a igreja cumpra fielmente seu chamado para ser um agente de cura em situações desastrosas. Individualmente, podemos aproximar-nos das pessoas que sofrem. Nesta manhã orei com meu vizinho indiano quando ele chegou em casa para me dizer que sua irmã havia morrido na explosão. Também podemos envolver-nos de maneira mais corporativa em projetos maiores.

3. Por cura

Ore pelos feridos e por sua pronta recuperação, e ore para que os responsáveis pelos serviços médicos façam bem o seu trabalho.

Ore também pelos traumatizados emocionalmente e por sua constante recuperação. Este é um tempo em que podemos ser agentes do Deus de todo consolo através da nossa escuta e ministração (2 Coríntios 1:3-4).

4. Por consolo e força

Ore pelo consolo e força de Deus para os muitos cristãos e não cristãos que foram devastados pela perda de seus entes queridos.

5. Contra os distúrbios

Ore para que as forças extremistas não usem esses incidentes para causar distúrbios no país. Nós, cristãos, podemos agir como agentes moderados porque, embora possamos estar indignados pelo que aconteceu, estamos libertos da amargura, pois sabemos que temos um Deus justo, que controla a história e que é maior que os problemas.

Olhamos para tudo na vida através da lente da nossa crença em um Deus que é amor santo. Sabemos que ele julga os ímpios e é por isso que não nos amarguramos. Sabemos que ele ama o mundo e que somos chamados a ser agentes desse amor. Isso nos impulsiona à ação. Mas nós não fazemos isso com uma atitude derrotista. Sabemos que Deus está construindo seu Reino, culminando no retorno de Cristo, e que nossas ações são blocos de construção nesse processo.

O amor santo deve vencer no final! Amém. Vem, Senhor Jesus (Apocalipse 22:20).

Ajith Fernando é diretor e professor da Juventude para Cristo no Sri Lanka. Serviu como diretor nacional no ministério por 35 anos. É autor de 17 livros, incluindo O Discipulado em um Mundo Multicultural. Mora em Colombo, Sri Lanka, junto com sua esposa. Eles têm dois filhos adultos e quatro netos.

 

The following two tabs change content below.

Martha Claros

Diretora da Área de Comunicação - COMIBAM Internacional

Comments are closed.